domingo, 31 de maio de 2015

Nossas aspirações determinam nossas realizações!




Nossas aspirações determinam nossas realizações!
Esta afirmação é válida para nossa carreira, para nossas empresas e nosso país.
O que queremos como profissional?
O queremos como país?
O que nossos governantes querem para nosso país?

Parece que nós não percebemos que o mundo mudou…
Não dá para crescer,  
Não dá para gerar bons empregos,
Não dá para melhorar a qualidade de vida da população se não mudarmos nosso foco.

A saída não está em exportar mais minério de ferro e soja !!!!
Ser O GRANDE fornecedor de commodoties para a China (mundo) não fará o Brasil crescer !!!!

Um quilo de satélite vale 900.000 quilos de soja !

O Brasil precisa criar a capacidade de desenvolver, produzir e exportar produtos de alto valor agregado.
HOJE SOMOS INCAPAZES DISTO…
E o pior, não estamos nos preparando para isto.

A educação no Brasil vem se deteriorando ano após ano.
A USP, nossa melhor universidade, nestes últimos quatro anos, caiu 50 posições entre as 225 melhores universidades do mundo. Estamos entre os 10% piores desta lista.

Nossos alunos de 15 anos, no programa de avaliação internacional de estudantes (PISA) estão classificados entre os 10% piores entre 55 países.

A INTEL, deixou de vir para o Brasil porque não temos mão de obra qualificada em ciências e matemática.

NÃO TEMOS COMPETÊNCIAS PARA DESENVOLVER TECNOLOGIA.

Nosso sistema educacional não está adequado para gerar as mentes que irão fazer este país crescer. 
Nossos professores não são valorizados e nem estão sendo preparados para mudar o futuro deste país. 
Na Finlândia, o aluno aspira ser professor, porque é tão ou mais nobre que ser médico ou engenheiro. E a remuneração é tão alta quanto.
AQUI, NO BRASIL, QUEM QUER SER PROFESSOR?

Somos uma grande nação! 
200 milhões de consumidores! 
Por isto, as grandes empresas se interessam pelo Brasil. 

As condições para se produzir aqui no Brasil (para a exportação) são péssimas. 

A produtividade de nossos trabalhadores é baixa (Não se engane. Isto é verdade).
Nosso sistema tributário é arcaico: muita burocracia e complexidade. 
Nossa infra-estrutura  (estradas e portos) é de péssima qualidade.
Nossa credibilidade quanto a estabilidade das regras do jogo é questionável. 
Sem falar da imagem de sermos corruptos: "pra tudo tem um jeitinho e um preço…"

NOSSAS ASPIRAÇÕES?
Acho que não temos nenhuma aspiração como país.
Não pensamos no futuro.

Os jesuítas nos ensinaram direitinho:

Por que ficar tão ansioso com o futuro? 
Olhem como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem se preocupam com o futuro, contudo estão sempre belos e saudáveis.
Que trabalho digno teremos amanhã? 
Como vamos criar um padrão de vida digno para nossos filhos? 
Estas são preocupações dos burgueses capitalistas. Não se preocupe.

Seu governo sabe o que você precisa e cuidará de você.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Blue Sky by a Hungry Heart




video
Trago dentro do meu coração,
Como num cofre que não se pode fechar cheio,
Todo os lugares onde estive,
Todos os portos a que cheguei,
Todas as paisagens que vi através de janelas ou vigias,
Ou de tombadilhos,  sonhando,
E tudo isso, que  é tanto,  é pouco para que eu quero.

Fernando Pessoa
Passagem das Horas
22/05/1916

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Os primeiros noventa dias em um novo emprego




Segundo professor Watkins, quando você assume uma nova função ou novo emprego, os primeiros 90 dias irão demonstrar se você terá sucesso ou não. 

Por isto, é essencial ganhar credibilidade nestes 3 primeiros meses.
Seu futuro depende deste início…

A transição para a nova função pode ser mais fácil se você se preparar. 

Você tem que se lembrar que todo mundo estará te observando e formando uma opinião sobre você. As primeiras impressões são as que marcam e são mais difíceis de serem mudadas. 

Para deixar um boa primeira impressão você precisa ganhar RAPIDAMENTE credibilidade e mostrar que você pode fazer uma diferença positiva. 

Você precisa garantir vitórias a curto prazo e ganhos para sua organização. 

O professor Watkins sugere os seguintes passos:

1- Identificar problemas ou oportunidades chaves que você conseguirá atacar e resolver rapidamente. A idéia é entregar rapidamente algum ganho financeiro ou operacional. 

2- Leve em consideração aquilo que é mais importante para seu chefe. Quais são as prioridades dele e assuma-as para você.

3- Uma vez que você definiu quais são seus primeiros projetos vencedores, você deve estudar como vai resolvê-los. 
Quem são as pessoas que irão apoiar sua iniciativa? 
Quais ações você precisa tomar. Que recursos você precisa? 
Não esqueça que o processo é muito importante. Se você atingir o resultado desejado de uma forma inconsistente com a cultura da sua empresa você estará arrumando problemas para sua cabeça.

4- Uma vez que você colocou seus planos em ação, FIQUE FOCADO. É um erro muito grande querer resolver muitos problemas ao mesmo tempo. Defina 3 ou 4 projetos vencedores a curto-prazo. Defina-os bem e resolva-os. Com isto você vai conquistar sua credibilidade e criar condições para desempenhar bem sua nova função.

Coragem!
Mudar faz bem e ajuda no crescimento profissional.
PS.:
Analise os primeiros 90 dias da presidente Dilma.
Você acha que ela seguiu as recomendações do prof. Watkins?
...